UrbanizArte estimula cidadania, pertencimento local e promove e fortalecimento de vínculos comunitários

(por Ariany Ferraz)

 1ª edição 2018 da ação dá início a uma série de atividades previstas para este ano

Com céu azul, em uma tarde ensolarada, a praça Marlene Truzzi Sibila foi palco do primeiro UrbanizArte do ano de 2018 que aconteceu no último sábado, 26. Teve algodão doce, pipoca, sorvetes e água mineral à vontade, além de diversas tendas com inúmeras atrações gratuitas entre apresentações, recreação e oficinas. As atividades culturais, esportivas e recreativas tiveram início às 14h e a programação repleta de ações seguiu até as 17h.

O evento atraiu cerca de 700 pessoas de todas as idades, mas quem brilhou mesmo foi a criançada. Grande parte das atrações como ‘Resgate de Brincadeiras de Rua’, oficina de Piaba e ‘Construção de faces com argila’ foram pensadas para os pequenos e compuseram a agenda da Semana Mundial do Brincar, proposta do movimento internacional Aliança pela Infância, que mais uma vez foi inspiração para a Fundação FEAC estimular e incentivar a temática.

“A criança se desenvolve pela experiência que vivencia desde pequena e que é essencial para que se tenha uma visão maior do mundo em que vive e alcance uma relação satisfatória na infância, adquirindo novas descobertas”, explica Raika Aquino, assistente técnica do Departamento de Educação da Fundação FEAC, que coordenou a oficina de Piaba.

Segundo ela, a brincadeira proporciona à criança desenvolver sua cognição, pois ela aprende brincando. “Neste contexto, o objetivo da oficina de Piaba (um brinquedo popular) foi ofertar uma vivência para que as crianças da comunidade construíssem seu próprio brinquedo estimuladas a colocar toda a sua criatividade, imaginação, interação com as pessoas e  com o mundo, aprendendo a se expressar, vivenciando sensações e emoções. A expectativa é que tanto essa como outras atividades voltadas para o brincar oferecidas pelo UrbanizArte fiquem como legado e tornem-se práticas constantes neste território”, revela.

Sueli Trevisoli Leme, 61 anos, moradora do bairro Flamboyant, participou com seus netos desta edição do UrbanizArte na praça e também do Nós na Praça, em outubro de 2017. “É uma oportunidade muito boa de lazer para as crianças”, comemora. Uma das suas netas, Ana Carolina Leme, 11 anos, estava empolgada para aproveitar as brincadeiras. “É um evento muito bom pra  gente conhecer novas pessoas”, contou entusiasmada. Para Juliana Rafael, 34, outra frequentadora, “é um diferencial pra gente, eu trouxe meus filhos e os amiguinhos que são nossos vizinhos e é muito legal porque as crianças se unem, se divertem e a gente conhece novas pessoas”.

E quem disse que educação também não pode ser divertida? Foi assim que a tenda do ‘Dentinho Saudável’ conquistou muitos pequeninos com a pintura de desenhos e orientação sobre saúde bucal. “Esse espaço é muito importante para poder disseminar ações de prevenção de saúde, trabalhando com crianças de forma lúdica, tornando atrativas as temáticas. O UrbanizArte  é muito importante porque mobiliza a comunidade inteira”, comentou Elídia Matias, agente do Centro de Saúde Boa Esperança que coordenou a estação.

E foi esse engajamento da população que permitiu integrar famílias, vizinhos e amigos num só espaço. Atuando há 8 anos na comunidade, Aline Santos, coordenadora pedagógica do Serviço Social Nova Jerusalém, costuma acompanhar os eventos e constatou uma nova conquista nesta edição. “Existem três grupos aqui na região, o das pessoas que moram aqui na praça, o grupo de moradores do ‘Buraco do Sapo’ e os do Jardim Flamboyant. Eu percebi que os três públicos estão aqui, integrados. Outra coisa  que eu percebi foi uma adesão muito maior de adultos, ou seja, eles optaram por fazer desse espaço um lugar de lazer; uma opção em que a criança e o adulto podem aproveitar”, disse.

“Meus filhos estão adorando. Tem bastante opção para brincar e a gente se diverte junto com as crianças”, falou Suelen Castro, 32, mãe de duas crianças de 8 e 3 anos. “Essa interação entre pais e filhos é muito importante. Além disso, as crianças estão tendo acesso a brinquedos que geralmente não podem desfrutar. As atividades estão muito bonitas e o coral me emocionou bastante”, destacou Rita de Cássia Giovanoni, 55 anos.

Responsável pelo Coral das crianças e apresentação de Taekwondo, a Instituição Resgatando Valores também marcou presença no UrbanizArte. Para a fundadora e presidente da entidade, Luci Zacarias,  é maravilhoso porque as crianças têm uma tarde diferente,  se divertem. “Além de tudo, temos a oportunidade de mostrar um pouquinho do nosso trabalho. Precisava ter algo assim sempre, porque essa região aqui não tem quase nada de atividade para as crianças”, completou a presidente.

Spray de cabelo, cama elástica, maquiagem de rosto, escultura de bexiga, algodão doce e a personagem  palhacinha Pimpão foram atrações levadas pela equipe Unidos pelo Próximo (UPP). Anne Kate Poltronieri, fundadora do grupo, compartilhou a alegria de poder contribuir, “Estamos participando com objetivo de integrar cada vez mais a comunidade, trazer um pouco de alegria para crianças e adultos. Esse evento vem para agregar, para levar as pessoas para praça, para eles se apropriarem do território que é deles, para as crianças se sentirem em casa na praça e aproveitar os finais de semana pra cuidar desse espaço que é coletivo”, destacou Anne.

A iniciativa tem como principal proposta incentivar a identidade e o pertencimento local, estimulando o fortalecimento de vínculos, a socialização, a convivência comunitária e o exercício da cidadania ativa. “Não são apenas as brincadeiras e a diversão, mas o mais importante é essa união , no sentido do povo vir e cuidar do que é dele. É o resgate dessa praça que é pra comunidade. É manter essa praça ativa todos os dias”, observou Daniel de Almeida, educador social do Instituto Padre Haroldo.

Acompanhado dos alunos, Daniel aproveitou o evento para promover uma aula prática do curso de artes do projeto Rotas para o Futuro que a instituição promove . Com a proposta de exercitar o jornalismo, entrevistando e cobrindo o evento, um dos alunos, Dener Dias, 18 anos, esteve como cinegrafista e aproveitou a oportunidade para colocar a mão na massa. Ele se sentiu realizado em poder fazer o trabalho de campo com sua equipe e interagir com a comunidade. o evento é importante porque assim a comunidade se une e um ajuda o outro”, pontuou.

O Instituto Padre Haroldo levou também ao palco o espetáculo Danças Urbanas, encenado por  um grupo de meninas cheias de energia. No mesmo E também no palco, com muito entusiasmo e simpatia, Mayara Fernanda, conhecida artisticamente com MC Nega May, apresentou todo o evento. “Eu acho que é fundamental, porque esse é um dos poucos projetos voltados para comunidade que junta tudo, cultura, arte, lazer… e toda a interação que falta na comunidade. Quanto mais olhares a gente tiver pra dentro do nosso povo, melhor! E o UrbanizArte faz isso”, enalteceu ela que é bastante atuante nas ações do UrbanizArte.

Segundo Aline Romero Figueiredo, técnica de referência e responsável pelo projeto, o UrbanizArte cumpre o seu papel que é de fortalecer a rede e fomentar o pleno desenvolvimento humano. “Neste território o projeto é fruto de uma mobilização realizada desde o ano passado, de outro projeto da Fundação FEAC, o Nós na Praça. Através da rede Intersetorial Mosaico e demais parceiros, pudemos promover atividades artísticas, culturais, esportivas e de recreação, com vistas a sensibilizar a população a ocupar a Praça do Senna. Ver esta apropriação novamente acontecendo, a praça com diversas atividades e um público intergeracional, é muito gratificante”, pontuou ela em tom de comemoração. ”.

Organizado pela Fundação FEAC, Centro de Referência de Assistência Social – CRAS Flamboyant, Instituto Padre Haroldo, Centro de Saúde Boa Esperança, Projeto Filhos e  Sociedade Educativa de Trabalho e Assistência (SETA), o evento e todas as ações foram elaborados em conjunto pelos representantes da rede local e moradores da região. A iniciativa incentiva a construção coletiva e também a consolidação das redes locais dos territórios de Campinas, aproximando instituições e equipamentos públicos. Assim, teve a parceria da Instituição Resgatando Valores, Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), Serviço Social Nova Jerusalém, Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância (CRAMI Campinas), Equipe Unidos pelo Próximo (UPP), Secretarias Municipais de Cultura, Educação e  Serviços Públicos, SETEC, Instituto de Solidariedade Alimentar (ISA), Emdec, Sanasa, Banescamp, Rede Intersetorial Mosaico, Centro de Saúde Conceição, Centro de Saúde 31 de Março, Pernas de Aluguel e Igreja Presteriana Viva.

O UrbanizArte reuniu ainda muitos voluntários, além de empresas contribuintes como a Estrelas em Festa. Jordi Alves, diretor da empresa, cedeu seu tempo e talento se voluntariando para alegrar a tarde das crianças como o personagem homem-aranha. “Tudo muito organizado! Foi lindo. É muito importante pensar sempre nas crianças que não têm opção de lazer. E a gente pode doar um pouquinho do nosso tempo levando alegria!”, celebrou o ‘super-herói’,

UrbanizArte 2018

O UrbanizArte  é um projeto que integra o Programa Fortalecimento de Vínculos da Fundação FEAC, que investe na qualificação de ações integradas de cultura, esportes e cidadania com o objetivo de prevenir o agravamento da vulnerabilidade social e reforçar os vínculos familiares e sociais protetivos.

Desde junho de 2017, o projeto já esteve nas regiões Sul (Campo Belo e Gleba B), Norte (Vila Padre Anchieta), Leste (Sousas) e Noroeste (Jardim Florençe). Ao todo, aproximadamente 2.400 pessoas já passaram pelas cinco edições do evento.

Neste ano, outras edições do UrbanizArte estão previstas até dezembro nas seguintes regiões: San Martin, Village, Vila Ipê, DIC, Vila União, Jardim Bassoli, São Fernando e Campo Grande.

2018-06-06T08:12:28+00:0029 de maio de 2018|Categories: NOTÍCIAS|Tags: |
X