Mão na massa: mutirão voluntário transforma mais uma instituição

Projeto de voluntariado revitaliza espaços de esporte e lazer do Núcleo Calvariano em Campinas impactando em melhorias para crianças e adolescentes

(Por Ariany Ferraz)

O esporte é uma prática educacional que trabalha aspectos físicos, cognitivos e sociais, promovendo a cidadania, convivência e o fortalecimento de vínculos. Uma ferramenta de desenvolvimento integral de crianças e adolescentes para o Núcleo Calvariano (Lar Escola Nossa Senhora do Calvário). E foi com o objetivo de viabilizar melhorias para essas atividades que o Mutirão Voluntário (MUVO) promoveu a revitalização dos espaços da instituição no último 22 de setembro no Jardim São Pedro de Viracopos.

“Sempre foi um sonho nosso e tínhamos a necessidade de reformas, mas os recursos nunca eram suficientes. É uma oportunidade que além de melhorar a qualidade do trabalho que a gente executa, impacta na segurança das crianças”, contou Islânia Vieira, assistente social no Núcleo Calvariano. A instituição atua com serviços sociais e educativos que buscam promover o protagonismo e a geração de renda e também o fortalecimento do exercício da cidadania, dos vínculos familiares e comunitários. As intervenções abrangeram desde a pintura de muros, plantio de mudas e outras plantas em um canteiro, montagem de bancos, até a inclusão de areia na quadra e no parquinho.

“Esse mutirão é muito significativo para nós, porque vai revitalizar espaços importantes para o lazer e o esporte daa crianças. Um espaço lúdico para que elas possam aproveitar, brincar, conviver e socializar”, avaliou Solange Nobre, coordenadora do Núcleo. Atuando também como voluntária, ela compartilhou o sentimento de poder ajudar.“Eu não me limito só a ser funcionária, é ir além e não ficar limitado ao horário de trabalho. Me revigora! A ajuda e a colaboração sempre estiveram presentes na minha vida, sempre gostei desse lado social”, revelou Solange.

E foi com muita garra que os voluntários fizeram acontecer na manhã ensolarada do mutirão. Alguns que pela primeira vez se inspiraram com o trabalho, como Jeferson Rodrigues, instrutor de informática da própria instituição que parabenizou a iniciativa. “Para mim é uma satisfação estar ajudando!”, comentou. Já Glaucia Santos observou importância do voluntariado na vida das pessoas. “Acho bom ajudar ao próximo. Poder ajudar alguém é satisfatório e não há preço que pague isso, fazer o bem, para a gente mesmo também. Você contribui para ser uma pessoa melhor”, disse.

Quem também contribuiu foi o Antônio Valentim, representante comercial, que há 3 anos se dedica aos trabalhos voluntários que Fundação FEAC promove. “Ser voluntário é algo nato. Para nós é gratificante, trabalhoso, mas a gente se sente muito feliz por isso”, falou. Em seu terceiro mutirão, Amanda Ornelas, profissional de marketing,  contou que participa de outros projetos voluntários, mas que gosta bastante do formato do Muvo. “Gosto muito de pôr a mão na massa! Eu acho que a gente tem que doar um pouco do nosso tempo para ajudar os outros. Aqui a gente tá cuidando de uma quadra, um lugar só, talvez não seja muito, mas tenho certeza que vai ajudar e que as crianças vão ficar felizes! Se todo mundo tivesse essa iniciativa a gente conseguiria refazer a cidade inteira”, enfatizou Amanda.

“Os voluntários que participaram da ação entenderam a proposta e abraçaram a ideia de deixar a estrutura externa da instituição adequada e bonita para as crianças e adolescentes que frequentam o espaço. O dia estava quente e ensolarado e isso não os desanimou, o trabalho foi literalmente suado e no final todos saíram felizes com o resultado, era nítida a satisfação de cada um. Esperamos que nos próximo mutirões tenhamos o mesmo empenho e dedicação”, compartilhou Marcela Doni, líder do Programa Cidadania Ativa da Fundação FEAC, do qual o projeto Muvo faz parte.

No final do trabalho, os espaços ganharam uma vida nova. A quadra com uma nova rede pôde ser utilizada pelos meninos e meninas da instituição. “Muito importante para nós! Melhorou tudo”, afirmou a aluna Luciele Santos, 13 anos. “A gente faz com que eles se envolvam mais. Antes eles brincavam no espaço, mas tinha bastante pedrinha e atrapalhava, furava o pé. Agora está bem melhor e já estão aproveitando bastante”, contou Marcos Rodrigues, professor de educação física.

O MUVO realiza diversas ações de voluntariado coletivo para promover impactos sociais em Organizações da Sociedade Civil (OSC). Por meio de edital, este ano foram 57 instituições inscritas e 9 selecionadas para receber o mutirão. Até o fim de 2018, outros dois MUVOS estão previstos para novembro, dia 10 na Associação Beneficente Direito de Ser e dia 24 no Lar Escola Jesus de Nazaré.

Programa Cidadania Ativa

Uma iniciativa da Fundação FEAC que investe em mobilização e engajamento de todos, com objetivo de energizar a sociedade para agir na superação dos seus desafios e promover o bem-estar social.

Informações: www.feac.org.br/cidadaniaativa

2018-10-23T13:47:35+00:0023 de outubro de 2018|Categories: NOTÍCIAS|Tags: , , , , , , |
X