História de Superação: professora paraplégica dá aulas com cadeira especial

 

A professora Rosileia da Costa, aos seus 32 anos, perdeu o controle do veículo em uma estrada de Sacramento, Minas Gerais. Esse acidente lhe deixou várias sequelas. Ela precisou ficar 25 dias internada em um hospital de Franca/SP, e foi diagnosticada com paraplegia. Porém, mesmo sabendo dessa terrível notícia sempre se manteve de cabeça erguida e não se deixou abater por sua condição.

“Tudo o que eu questionava o médico respondia: ‘não, não há possibilidade’. Perguntei se existia chance de regenerar a medula com células tronco: ‘não, não há possibilidade’. Chegou um momento que eu fui clara, perguntando se todos que estavam ali não tinham chance nenhuma de voltar a andar, o médico respondeu que era isso, e todos encheram os olhos de lágrimas e começaram a chorar. Foi quando eu percebi que já tínhamos nãos suficientes para dizer sim para a vida”, declarou a professora.

professora-paraplegica-3

Após cinco anos do acidente, ela voltou a lecionar na escola José dos Reis Miranda Filho, em Franca/SP. Já está a dois anos cumprindo sua função normalmente, só que agora em uma escola na cidade de Rifaina/SP, para ficar mais próxima da família.

Para lecionar ela usa um carro adaptado e dirige 30km entre Sacramento e Rifaina três vezes por semana. Além disso usa também uma cadeira especial, que permite a ela ficar em pé. Ela vê sua presença na escola hoje como uma forma de motivar os colegas de trabalho e os alunos.

Fonte: Razões para Acreditar