fbpx

Fala Jovem! reúne grêmios estudantis e fortalece o protagonismo juvenil

(Por Laura Gonçalves Sucena)

Empolgação, animação e muita vontade de mudar o mundo. Assim, cerca de 1200 estudantes lotaram o auditório do Expo Dom Pedro e participaram do Fala Jovem!, evento realizado pelas Fundações FEAC e Educar DPaschoal e Diretorias de Ensino Leste e Oeste. O encontro integrou a programação da 9ª Semana da Educação de Campinas projeto do Programa Educação da Fundação FEAC.

Uma das atividades mais animadas dentro da agenda da Semana, o Fala Jovem! contou com relatos de experiências, com principal objetivo de fortalecer a atuação dos Grêmios Estudantis nas unidades escolares e fomentar o protagonismo juvenil. Na pauta, a intenção de assegurar aos estudantes espaços adequados e condições de funcionamento de grêmios, considerados canais de fundamental importância no processo de gestão democrática, onde os estudantes garantem a oportunidade de exercitar sua cidadania e contribuir para melhoria da educação. 

Na abertura do evento, a estudante carioca Thaianne de Souzas Santos, uma das participantes do documentário ‘Nunca Me Sonharam’, deu seu depoimento sobre o papel fundamental do engajamento dos estudantes na defesa dos interesses comuns. “Sempre estudei em escola pública e sempre me envolvi com grêmios, principalmente no ensino médio.  Discuti plano político pedagógico, fiz protesto e participei ativamente da minha escola. É preciso transformar a educação com nossas próprias mãos”, falou.

De acordo com Thaianne, a participação efetiva do grêmio na escola se traduz para o jovem na autoconfiança e determinação numa fase da vida na qual ele busca novos desafios e conquistas. “O problema da educação na visão do jovem, que é muito legítima, é que a escola não corresponde aos seus sonhos e expectativas. Então o processo mais justo e eficiente é imprimir suas vontades, sendo protagonista. E o grêmio é um caminho”, contou.

Inspirando e incentivando, a universitária carioca deixou sua mensagem da necessidade do protagonismo juvenil. “É muito cruel debitar as mazelas da educação na conta dos professores. Por isso temos que participar para mudar. Enxergar as coisas com outro olhar”, refletiu.

MCs pela Educação

Com mensagem de incentivo aos estudos, conscientização para evitar o consumo de bebidas alcoólicas e alerta sobre os perigos das drogas, os MCs pela Educação movimentaram a galera. Com muita música, o grupo de rap, hip hop e funk, criado pelo Instituto Gerando Falcões, garantiu que é necessário que os jovens ostentem a educação!

Tão esperado pela moçada, o DJ Lê Maestro contou um pouco da sua história de vida e disse que é preciso acreditar em si para que haja uma mudança. “Na adolescência sonhava em ser skatista, mas acabei caindo no vício. Ninguém acreditava em mim, mas as coisas foram mudando e eu fui conseguindo mudar. As pessoas sempre querem colocar a gente que é da periferia pra baixo, só que não podemos deixar isso acontecer. Tive que acreditar em mim e no meu trabalho”, revelou.

Entre as apresentações dos MCs, Lê Maestro também falou da importância de se levar a sério a educação. “Existe uma grande mentira que contam pra gente: ‘nem sonha e se contenta em terminar o ensino médio’. Mas eu te falo: se eu consegui, todo mundo pode! Mas não estou aqui para vender ilusão. Enfrento dificuldade até hoje e todos vão encontrar. Por isso é preciso estudar, levar a sério e saber que você pode fazer a diferença para sua família, sua escola, sua cidade e seu país”, afirmou.

Os MCs colocaram a galera para cantar e dançar ao som de muita música boa, sempre passando a mensagem da ostentação do protagonismo e da educação.

Histórias e ações

Com mensagens de positividade, engajamento e empoderamento, o estudante universitário Héric Pinheiro, emocionou os jovens com poesia. Ele lembrou a campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio, e convidou o pessoal a fazer uma reflexão sobre a importância da vida. “Protagonismo é saber que é impossível ser feliz sozinho. Então, vamos conversar e fazer amigos”, disse.

Já os alunos Pedro Candido e Mateus Floriano, da Escola Estadual Monsenhor Gonzaga de Moura contaram sobre as experiências exitosas do grêmio escolar. “Com um grêmio atuante, conseguimos muitas coisas para nossa escola. Acreditamos que a pessoa escreve sua própria história e os incomodados que mudem o mundo!”, falaram.

Em seguida, as nove escolas vencedoras do projeto Atitude Educação 2018, do programa Juventudes da Fundação FEAC, apresentaram seus projetos. As escolas vencedoras por categoria receberão recurso financeiro de até R$ 5.000,00 cada, que deverá ser utilizado exclusivamente para o desenvolvimento das ideias e ações selecionadas. Os nomes das nove unidades escolares vencedoras, três por modalidade, podem ser conferidos na página do projeto: www.feac.org.br/atitudeeducacao

Participando

Os participantes do evento gostaram do que viram. “Esse encontro nos mostrou que ainda temos muito o que trabalhar no grêmio da nossa escola. Abriu a cabeça para novas ações. Foi excelente”, resumiram os estudantes Vinícius Moraes e Pedro Siqueira.

Maria Eduarda Pereira também aprovou o encontro. “Todas as histórias contadas aqui foram inspiradoras e emocionantes. Participar do grêmio abre nossa cabeça e hoje percebemos que tem muita coisa boa acontecendo”, resumiu.

Os dirigentes das Diretorias de Ensino de Campinas, Leste e Oeste, Nivaldo Vicente e Admir Schiavo, respectivamente, falaram sobre o momento especial.  “Temos que ouvir e acreditar nesses jovens protagonistas. Um evento dessa dimensão na Semana da Educação mostra que os grêmios estudantis estimulam o protagonismo, dando voz aos jovens e os incluindo nas tomadas de decisão da escola e temos que estimular essas ações”, falaram.

“Tenho muito orgulho em ver tanta gente jovem reunida num encontro de grêmios.  Precisamos de pessoas interessadas e atuantes, que queiram fazer algo significativo para o país e é isso que estamos vendo hoje. Fazer parte da construção desse encontro é uma conquista”, disse a diretora da Fundação Educar, Isabela Paschoal.

Para Raika Aquino, responsável pelo projeto Atitude Educação, o encontro com os gremistas foi uma conquista. “Perceber a energia e a vontade que os jovens têm de ser a mudança que o mundo precisa traz significado ao nosso trabalho. Certamente colheremos bons frutos a partir dessa iniciativa, pois o jovem tem um potencial imenso de sonhar, ter boas ideias, projetos com grande potencial de transformação social”, finalizou.

Semana da Educação

Com 26 atividades gratuitas entre palestras, oficinas, exposições, mesas redondas, apresentações culturais e outras, a 9ª Semana da Educação de Campinas aconteceu de 22 a 29 de setembro em vários pontos da cidade. O tema da edição 2018 do calendário de eventos foi “Conectar educação, superar desafios”, pensando nas múltiplas conexões que a educação faz com áreas como economia, saúde, segurança e cidadania, contribuindo para a transformação de uma sociedade mais inclusiva e igualitária.

A Semana da Educação é um projeto do Programa Educação da Fundação FEAC. A iniciativa pretende mobilizar a sociedade para o debate sobre os diversos temas da educação energizá-la em prol de uma educação pública cada vez melhor.

A edição 2018 da Semana da Educação teve patrocínios da Fundação Educar DPaschoal e Iguatemi Campinas.

Programa Educação

O Programa Educação é uma iniciativa da Fundação FEAC que investe em projetos que contribuem para uma educação pública cada vez melhor, como pilar fundamental para o desenvolvimento da sociedade.

Saiba mais:

https://www.feac.org.br/semanaeducacao2018/

https://www.feac.org.br/educacao/

2018-10-04T08:39:55+00:004 de outubro de 2018|Categories: NOTÍCIAS|Tags: , |
X