Exposição fotográfica traz olhar diferenciado da rotina infantil

(Por Laura Gonçalves Sucena)

Fortalecer o vínculo com as famílias e proporcionar uma tarde de confraternização por meio de memórias. Assim foi a exposição fotográfica ‘Infância, detalhes e possibilidades’, realizada pelo Instituto Educacional Dona Carminha, que teve como objetivo mostrar aos pais os momentos vividos por seus filhos dentro da escola de educação infantil.

Com cerca de 800 fotografias, as famílias puderam observar o crescimento dos seus filhos e as atividades realizadas no dia a dia. A exposição, disposta de maneira lúdica, foi dividida em quatro eixos: Acolhimento, Experiências, Brincar e Alimentação, com a intenção de contar como as crianças vivenciam essas experiências.

Como material usado para contar histórias, as fotografias se tornam narrativas para as crianças e suas famílias. “A organização desse material, sempre atualizado, é uma ótima forma de compartilhar o que acontece no dia a dia da creche, enriquecendo o vínculo e a parceria”, contou a diretora educacional Patrícia Torres.

“Nossa intenção é que as famílias entendam o significado da infância, para que possam reconhecer o valor da educação infantil e, através dos detalhes, saibam o que o filho vive dentro da escola”, completou Patrícia.

De acordo com Adriana Nunes Silva, técnica de referência do Programa Primeira Infância em Foco (PIF), da Fundação FEAC, a exposição realizada pelo Instituto conseguiu atingir seu objetivo ao transmitir de forma clara, objetiva e sensível, os percursos investigativos das crianças durante seu processo individual de interações e descobertas. “O que admiramos na exposição fotográfica não foram apenas as imagens, mas o retrato da relação das crianças com o meio, objetos e materiais para construção da aprendizagem. Os olhares sensíveis das educadoras conseguiram captar a essência da infância, criança produz cultura”, comentou.

Adriana ainda lembrou que considerar crianças produtoras de culturas, além de pressupor a formação de uma equipe que considera os pequenos protagonistas, criadores e inventores, também exige dos profissionais uma postura investigativa no trabalho constante de documentar o processo experienciado.

Eixos trabalhados

No eixo Acolhimento foi explicado às famílias como é a entrada da criança na instituição, um momento marcante e repleto de novidades, vivências e aprendizados. “Ao chegar na escola, as crianças são acolhidas por adultos e outras crianças e, também, por memórias e sentimentos. Receber e ser recebido é sempre um desafio e as fotografias mostram esses momentos”, contou a vice-diretora, Tatiara Alves.

O Brincar também foi evidenciado como a linguagem própria da infância, onde as crianças desenvolvem suas potencialidades e aproveitam para interagir entre si. “A linguagem do brincar auxilia os pequenos a compreenderem os valores, atitudes, afetos e comportamentos. Na exposição, os pais puderam ver seus filhos crescendo e brincando”, relatou Tatiara.

Já o eixo Experiências teve como objetivo mostrar a importância de vivenciar experiências de aprendizagem por meio da curiosidade e interesse. Para isso, o Instituto trabalha com o planejamento do espaço com intencionalidade, respeitando o ritmo e tempo da criança.

Para mostrar como a Alimentação é importante para os pequenos, os pais também puderam conferir por meio das fotografias seus filhos conhecendo e experimentando os alimentos e interagindo na hora da alimentação. “O ato da alimentação é uma construção de hábitos. Nossa intenção é promover uma educação alimentar saudável e equilibrada e que seja prazerosa. Por meio dos alimentos, possibilitamos aprendizagens e as crianças podem pesquisar, experimentar as propriedades, saber sobre as vitaminas e conhecer cores e texturas, estabelecendo uma relação de afetividade”, completou a vice-diretora.

Fotografias

As imagens, captadas pelas professoras, mostravam, além das crianças nas atividades diárias, detalhes do momento pelo olhar da criança. A ideia foi realizar uma documentação pedagógica, com intencionalidade de se realizar uma leitura da criança no momento de sua atividade.

Segundo a professora Silmara Santos, o trabalho com intencionalidade foi possível após um curso de fotografia pedagógica, realizado com o fotógrafo André Carrieri. “Nossa intenção é ter um olhar diferenciado e ampliado para com a criança. É uma ação investigativa que capta o momento na tentativa de expressar o pensamento da criança”, explicou.

Com lágrima nos olhos, a mãe do pequeno Miqueias, Keliane Brito, se encantou com a exposição. “Através das imagens, ver meu filho se desenvolvendo é emocionante. O trabalho realizado no Instituto é maravilhoso e eu percebo como meu menino se adaptou”, falou.

Sabrina Martins, mãe da Maria Valentina e do Miguel, também aprovou a iniciativa. “É uma oportunidade para os pais conhecerem a rotina das crianças, quais atividades são realizadas e a dedicação que os professores têm. Fiquei impressionada com a exposição”, completou.

O Instituto Dona Carminha é   uma entidade parceira da Fundação FEAC que integra o projeto de apoio institucional do Programa Primeira Infância em Foco (PIF).

Primeira Infância em Foco

O Programa Primeira Infância em Foco é uma iniciativa da Fundação FEAC que investe em esforços para promover o desenvolvimento da primeira infância com objetivo de assegurar que todas as crianças tenham desenvolvimento adequado à sua faixa etária.

Saiba mais: https://www.feac.org.br/primeirainfanciaemfoco/

2018-11-14T15:15:00+00:0014 de novembro de 2018|Categories: NOTÍCIAS|Tags: , |
X