fbpx
Enfrentamento a Violências2018-06-28T17:54:24+00:00

O Programa Enfrentamento a Violências é uma iniciativa da Fundação FEAC que investe na mitigação dos impactos das violências e no enfrentamento para romper os ciclos que as perpetuam com objetivo de promover o bem-estar e a cultura de respeito, empatia, tolerância e paz.

As violências são multifatoriais, frequentemente, decorrentes do agravamento de situações de conflitos que estão ligadas ao uso de força física, psicológica e poder de opressão em relação ao outro. Afetam prioritariamente crianças, adolescentes, jovens e mulheres, e acentuam as desigualdades sociais.

O programa busca erradicar as violências nas suas diversas formas realizando investimentos em ações que as desnaturalizem por meio de campanhas e processos educativos de caráter preventivo com potencial de promover mudanças culturais. 

Apoia ainda esforços conjugados das redes protetivas para romper os ciclos das violências, através da qualificação e humanização destes serviços nos processos de identificação, acolhimento e atendimento para que não se perpetue a violência vivida.

Dentre as estratégias para mitigar os impactos das violências, estão o apoio aos serviços voltados ao atendimento das vítimas, buscando mecanismos de monitoramento, avaliação e aprendizado para a criação de uma rede protetiva cada vez mais eficiente.

Desde a década de 90 a Fundação FEAC trabalha com a temática do fenômeno da violência. Em 1994, implantou, em parceria com o BID, o “Programa de Apoio a Menores em Circunstâncias Especialmente Difíceis na Cidade de Campinas”, realizando atividades socioeducativas com o objetivo de reduzir o número de crianças e adolescentes vivendo em situação de rua no município.

Entre os anos de 2012 e 2013 duas frentes foram dedicadas ao tema: a qualificação de equipes técnicas dos Serviços de Proteção e Atendimento Especializado às Famílias e Indivíduos (PAEFI) e o lançamento da publicação “Parâmetros para o Trabalho Social com Famílias na Proteção Social Especial de Média Complexidade”.

Erradicar todas as formas de violência que se dão em razão de relações desiguais de gênero, idade, etnia e situação socioeconômica

  • Conscientizar potenciais vítimas sobre o fenômeno da violência e das estratégias para a autoproteção;
  • Universalizar um padrão de serviços humanizados que garantam o sentimento de segurança e apoio as vítimas;
  • Reorientar as estratégias para garantir o rompimento dos ciclos das violências;
  • Incentivar novas abordagens e soluções inovadoras para o enfrentamento das violências.

Romper o paradigma da naturalização da violência

  • Mobilizar a sociedade para agir em relação ao fenômeno da violência expondo suas diversas formas e os mecanismos sociais que as perpetuam;
  • Efetivar mudanças culturais e sociais baseadas na cultura de respeito, empatia, tolerância e paz;
  • Incentivar a comunicação não-violenta e ferramentas de gestão de conflitos.

Apoio Institucional às OSC que executam serviços da proteção social especial de média complexidade

Apoia 09 Organizações da Sociedade Civil que atendem famílias e pessoas que estão em situação de risco social e/ou tiveram seus direitos violados.


Combate à Exploração Sexual nos territórios Campo Belo e Satélite Iris

Atua em ações de enfrentamento à exploração sexual contra crianças e adolescentes, em territórios vulneráveis ao fenômeno, minimizando seus impactos com ações que causem a transformação social local.


Estudo do impacto do atendimento realizado no SESF (Serviço Especializado de Proteção Social à Família)

Tem como objetivo propor estratégias e diretrizes de atuação da Fundação FEAC, para qualificar os serviços com vistas ao impacto positivo para o enfrentamento das violências vividas pelas famílias atendidas.


Ame a Vida (concluído)

Fortaleceu, por meio de atividades artísticas e culturais, a autoestima e o protagonismo juvenil, como sólida plataforma de prevenção a situações de risco como as drogas.


Cuidar (concluído)

Promoveu, junto à rede pública de ensino fundamental e médio, um projeto  de educação baseado na cultura e na ética de amor à vida, como forma de preparação dos adolescentes para enfrentar as situações de risco de seu cotidiano, inclusive as condições para a geração da violência.


BID – Programa de Apoio a “Menores” em Circunstâncias Especialmente Difíceis na Cidade de Campinas (concluído)

Promoveu a diminuição no número de crianças e adolescentes vivendo em situação de risco nas ruas de Campinas.

PARCERIAS

X