Comunicação e confiança contribuem para a apresentação de projetos

(Por Laura Gonçalves Sucena)

Planejar e se desafiar a comunicar sua ideia. Assim, os alunos das escolas selecionadas para a fase de mentoria do projeto Atitude Educação, do Programa Juventudes da Fundação FEAC, participaram da segunda atividade de qualificação. Temas como impacto, clareza, inovação e abrangência fizeram parte da pauta da reunião ocorrida no auditório da Fundação FEAC.

Entre uma ação e outra, os estudantes aproveitaram para praticar a apresentação que deve ser baseada nos pilares de síntese, imagem, foco e a importância de como o conteúdo é apresentado.  “As atividades propostas são focadas na apresentação para a banca. Estamos oferecendo diversos exercícios para a identificação dos talentos de cada grupo, aptidão e autoanálise”, contou a gestora de projetos do coletivo Sem Rótulo, Marina Carvalho.

Por meio de tarefas divertidas, os alunos listaram experiências que vivenciaram e exercitaram a percepção de suas dificuldades e facilidades, além dos pontos positivos e negativos de suas apresentações. “Nosso projeto é ligado ao meio ambiente e com os exercícios de hoje percebemos que podemos usar a criatividade e aprendemos a importância de nos apropriarmos das nossas ideias para que possamos comunicá-las bem”, falou a estudante da EMEF Benevenuto de Figueiredo Torres, Júlia Souza, 12 anos.

Outro desafio proposto ao grupo foi contar seus projetos para três públicos distintos, simulando uma conversa de WhatsApp. Para concluir o exercício, a proposta foi refinar e resumir a ideia, contando somente o necessário numa conversa com a equipe do Atitude Educação da Fundação FEAC, também via aplicativo.

“Esses dois dias de formação foram muito interessantes e úteis. Nossas ideias estão sendo refinadas e já estamos pensando em outras possibilidades para futuros projetos. Além disso, nos demos conta que nós somos as pessoas que mais conhecemos o projeto que queremos apresentar à FEAC e, por isso, vamos fazer com toda propriedade”, pontuaram as alunas Mayara Santos, Maiara Lima e Carolina Rodrigues, da Escola Estadual Jornalista Roberto Marinho.

De acordo com a responsável pelo projeto Atitude Educação, Raika Aquino, nesta etapa o Atitude Educação busca o desenvolvimento dos grupos para a arte de expressar-se em público de maneira clara e objetiva, com naturalidade e desembaraço, capacitando os jovens por meio do compartilhamento de conhecimentos e características que compõem uma boa oratória.

“Com objetivo de inspirar e ampliar a visão dos participantes, apresentamos durante a oficina algumas formas eficientes de comunicar aquilo que pretendemos, compartilhamos algumas ferramentas que ajudarão os grupos a dominarem seus medos, timidez e a organizarem uma apresentação bem estruturada. O desenvolvimento dessas habilidades será muito importante para a próxima etapa do projeto, pois os grupos farão as apresentações de suas ideias já estruturadas em formato de projeto para a banca examinadora que selecionará, no dia 13 de agosto, os nove vencedores da edição 2018”, informou Raika.

Na hora da banca

A confiança e a preparação são pontos cruciais para uma boa apresentação. É preciso demonstrar que o projeto está devidamente estruturado e, para isso, a dica é ensaiar. Uma boa preparação auxilia na hora da apresentação à banca examinadora.

Na mentoria, o pessoal também conheceu ferramentas para uma boa apresentação de seus projetos, que podem ser realizadas por meio do discurso, slides ou animação. A equipe também falou da importância dos grupos se apresentarem, falarem com propriedade de seus projetos, contarem sobre o cronograma, orçamento e fazerem a conclusão e encerramento.

De acordo com Marina, em uma apresentação, a pessoa está tentando mostrar para alguém algo que ela conhece e o outro ainda não. Assim, é preciso um início, um meio e um fim, que irão demonstrar como o objetivo será alcançado. É preciso mostrar dados e contextos de forma clara e objetiva.

Premiação

Das 18 finalistas, participantes da mentoria, nove unidades escolares se tornarão vencedoras e como prêmio receberão formação de 18 horas voltadas ao desenvolvimento das competências para o século 21, que incluem um conjunto de habilidades que cada pessoa tem para lidar com as próprias emoções, se relacionar com os outros e gerenciar objetivos de vida, como o autoconhecimento, colaboração, liderança, criatividade e resolução de problemas.

Além da formação, as escolas vencedoras por categoria receberão recurso financeiro de até R$ 5.000,00 cada, que deverá ser utilizado exclusivamente para o desenvolvimento das ideias e ações selecionadas. Os nomes das nove unidades escolares vencedoras, três por modalidade, serão divulgados até o dia 04 de julho de 2018, através do site 

Sobre o Programa Juventudes

O Programa Juventudes é uma iniciativa da Fundação FEAC que investe na criação de espaços de participação e aprendizado social, autogeridos por jovens, com o intuito de incentivar o protagonismo juvenil propositivo e engajado com o desenvolvimento social.

Informação: (19) 3794.3547

 

 

2018-07-04T13:47:08+00:004 de julho de 2018|Categories: NOTÍCIAS|Tags: , |
X