Castelo Rá-Tim-Bum desperta a imaginação de crianças e adolescentes em acolhimento

Por Laura Gonçalves Sucena

Klift kloft still, a porta se abriu! A senha para a entrada do Castelo Rá-Tim-Bum descerrou o mundo da imaginação de diversas crianças e adolescentes de instituições de acolhimento de Campinas que visitaram a exposição do castelo mais famoso do Brasil.

Para entrar no mundo dos sonhos, o Programa Acolhimento Afetivo da Fundação FEAC convidou as instituições a visitarem a exposição promovida pelo Shopping Iguatemi Campinas. A criançada da Cidade dos Meninos, do Instituto Padre Haroldo e dos Convívios Aparecida I e II (que têm a Associação de Educação do Homem de Amanhã – Guardinha como mantenedora) teve a chance de conhecer a cobra Celeste e sua árvore, o Gato Pintado na biblioteca, o quarto do Nino e a sala de música, junto com o encanamento onde habitam os personagens Mau e Godofredo.

Além de ofertar convites gratuitos da exposição temática às instituições, o Iguatemi Campinas também providenciou o transporte da meninada e dos educadores. “Para nós é extremamente gratificante proporcionar momentos de diversão às crianças e adolescentes atendidos pelos serviços de acolhimento e poder conferir no sorriso delas a alegria pelo passeio. Além de cumprirmos nosso papel de empresa cidadã, acredito que estamos indo além, ampliando o acesso da população à cultura e à arte”, afirma Gunther Schrappe, diretor de operações da Iguatemi Empresa de Shopping Centers (IESC), rede proprietária do Iguatemi Campinas.

Proporcionando a convivência comunitária e o fortalecimento de vínculos saudáveis entre crianças e adolescentes, a atividade ainda despertou a curiosidade. “Acreditamos que o acolhimento institucional deve promover a socialização e essa ação, bem como outras que promovemos, trazem momentos valiosos para os acolhidos. São experiências que eles levam para a vida”, explicou Joana Campoy, coordenadora técnica dos serviços de acolhimento da Guardinha.

De acordo com a líder do Programa Acolhimento Afetivo da Fundação FEAC, Ana Lídia Puccini, os serviços de acolhimento devem, entre outras tantas responsabilidades, fomentar a cultura como uma parte importante do trabalho de cidadania e garantia de direitos das crianças e adolescentes em acolhimento.  “Proporcionar meios e possibilidades para que esse direito seja garantido, além da apropriação de espaços culturais como forma de fomentar a convivência comunitária, é um dos objetivos propostos pelo Programa “, ressaltou.

 Na televisão

A exposição temática do “Castelo Rá-Tim-Bum”, que recria os cenários do famoso seriado exibido pela TV Cultura nos anos 1990, fez sucesso com a meninada. Passando pelo espaço da biblioteca, as crianças do Convívio Aparecida I ficaram encantadas com o que viram. “Nossa, foi a primeira vez que vi um livro em 3D e achei da hora”, falou Y.C., 12 anos.

Logo na entrada, a emoção tomou conta dos pequenos. Na área de cerca de 500 metros quadrados, os visitantes conheceram os figurinos originais, visitaram cenários especiais como a biblioteca do Gato Pintado e ainda tiraram uma selfie com a cobra Celeste.

O divertido passeio permitiu ainda a exploração de diversos cenários e o conhecimento de grande parte do acervo original da TV Cultura. O acesso a tudo isso proporcionou uma verdadeira imersão no mundo do Castelo Rá-Tim-Bum.

Estudando

De acordo com a pedagoga da instituição, Simone Cachiné, o trabalho com a criançada começou antes mesmo da visita. “Quando recebemos o convite fomos contar para as crianças o que era o Castelo e quais eram os personagens. Também assistimos alguns episódios da série para que eles pudessem viver o momento com mais intensidade. Isso foi muito importante para que eles aproveitassem cada minuto da atividade”, garantiu.

Já na Casa dos Meninos, a ida ao castelo gerou estudos pós visita. “Todos ficaram encantados pois entraram num mundo novo. Agora estamos assistindo alguns episódios e fazendo conexões com a visita. Foi muito positivo e as crianças adoraram. É importante ter opções de socialização enquanto as crianças passam por esse período nas instituições de acolhimento”, frisou Thayane Bastos, pedagoga do abrigo.

A exposição, que segue até este domingo, dia 10 de junho, pode ser visitada durante a semana das 13h às 21h (entrada da última turma às 20h), aos sábados das 10h às 22h (última turma às 21h) e aos domingos, das 12h às 20h (início da última sessão às 19h).

Programa Acolhimento Afetivo

O Programa Acolhimento Afetivo é uma iniciativa da Fundação FEAC que investe no bem-estar e proteção das crianças, adolescentes, adultos e idosos em situação de acolhimento. Tem como objetivo garantir espaços de construção de identidade e cidadania plena, ampliando as redes individuais de vínculos familiares e sociais protetivos.

 

Mais informações:

http://www.feac.org.br/acolhimentoafetivo/

www.exposicaocasteloratimbum.com.br

 

 

 

2018-06-07T10:33:39+00:007 de junho de 2018|Categories: NOTÍCIAS|
X