Notícias

Terceira edição do Urbanizarte mobiliza mais de 600 pessoas

Terceira edição do Urbanizarte mobiliza mais de 600 pessoas

(Por Claudia Corbett)

Um sábado de céu azul e muito sol. Este foi o cenário do projeto UrbanizARTE, iniciativa do Programa FEAC Arte e Cultura da Fundação FEAC, que em sua terceira edição aconteceu no distrito de Sousas e superou expectativas, recebendo cerca de 600 pessoas interessadas nas diversas atividades ofertadas.

Durante todo o período da ação, que teve início pela manhã e avançou até início da tarde, os estandes de serviços e oficinas estiveram repletos. “A parceria da Intersetorial Leste com o UrbanizArte ampliou o número de pessoas que fez parte do evento. Sem essa união não seria possível termos uma estrutura tão organizada”, relatou Talita Trolezi de Toledo, uma das facilitadoras da Intersetorial Maritacas constituída por instituições públicas e privadas atuantes nos distritos de Sousas e Joaquim Egídio.

Quem chegou logo cedo pôde assistir à apresentação dos violeiros Oásis do Brasil de Tião Mineiro e João Mineiro. No mesmo palco, montado na frente da EE Thomas Alves, passou também David Silva que apresentou raps de autoria própria. “As minhas músicas falam muito da minha vida. Das perdas e dos amores e da minha trajetória”, exaltou David, atendido pelo Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância (CRAMI). “Levamos a música para dentro da entidade como uma metodologia que possibilitasse aos adolescentes e jovens contarem sobre situações que não conseguiam resolver. E isso se tornou um tipo de terapia, ao mesmo tempo que revelou muitos talentos como é o caso de David que já tem músicas gravadas”, enalteceu o educador social, Paulo Silva. Segundo ele, o acolhimento através da música é um processo de evolução dentro da instituição. “Todos os tipos de arte são muito eficazes para se trabalhar com crianças, adolescentes e jovens. Muitos encontram um caminho para seus projetos de vida, quando utilizam a arte como ferramenta de pensamento”, finalizou.

Maria de Fatima de Bessa e Silva (Fati), coordenadora Centro de Convivência Casa dos Sonhos –  um braço da Associação Cornélia Maria Elizabeth Van Hyeckam Vlieg, parceira da Fundação FEAC – foi a apresentadora do evento. Para Fati a parceria com o projeto UrbanizArte enriqueceu a programação. “Com a estrutura de palco pudemos dar oportunidade para pessoas da comunidade que se destacam artisticamente, como o violeiro Fernando Sertanejo, que ganhou coro da plateia para muitas das canções que apresentou.

Na oficina de massinha, Stefani e Giovana brincavam, com as carinhas pintadas de gatinha e mulher maravilha, enquanto no estande à frente, a avó Dona Rosa, solicitava orientações sobre previdência, benefícios e aposentadoria.

Robson veio para participar das oficinas e brincadeiras, mas o pai João Alves quis que o garoto cortasse o cabelo. “Aproveitei também para saber mais sobre febre maculosa, já que onde moramos têm capivaras”, salientou João com um prospecto da Vigilância Sanitária nas mãos.

Aline Barbosa aproveitou o evento para levar as filhas, Beatriz de 2 anos e meio, e Maria Luiza de 24 dias, para fazer o RG. “Uma boa oportunidade de trazer as crianças para fazer o documento e ainda aproveitar o passeio”, comentou a mãe. Beatriz tirou a foto para o documento pensando no sorvete prometido, já a recém-nascida nem acordou durante o registro da imagem.

Um jogo de handebol foi uma das atrações do período da tarde. Mas houve quem preferiu o desafio do slacklaine e o agito da Zumba. Foram seis horas ininterruptas de atividades com mais de 400 atendimentos em prestações de serviços.

“Fiquei surpreso com a organização e estrutura. Um exercício de cidadania em todos os sentidos com a união de bem-estar, prestação de serviços, brincadeiras, esporte e atividades culturais como ferramentas de mobilização social”, destacou Marcos Figueiredo Erbert, vice-presidente da área socioeducativa da Diretoria Executiva da Fundação FEAC.

“Um dos princípios do Urbanizarte é proporcionar a convivência entre as pessoas, utilizando a cultura, o esporte e a arte como ferramentas de mobilização e integração, além de articular a rede local e fomentar o protagonismo das instituições e grupos do território. Com a parceria da Intersetorial Maritacas, pudemos ofertar serviços de utilidade pública e possivelmente viabilizar outras ações neste território”, relatou Aline Figueiredo, assessora social do Departamento de Assistência Social da Fundação FEAC.

A próxima ação do Programa FEAC Arte e Cultura será o projeto ‘Nós na Praça’ que acontece em 21 de outubro, das 10h às 17h, na Praça do Senna, localizada na Rua Paraibuna, s/n° – Jardim Flamboyant, Campinas/SP. A iniciativa terá em sua programação inúmeras atividades recreativas, artísticas, culturais e esportivas, ofertadas por aproximadamente 30 parceiros do território e da Região Metropolitana de Campinas (RMC).

UrbanizARTE

O UrbanizARTE é uma ação do Programa FEAC Arte e Cultura, da Fundação FEAC, que, em 2017, prioriza sua atuação nos territórios buscando incentivar e divulgar o trabalho das organizações da sociedade civil que desenvolvem ações de arte, cultura e esportes como estratégias meio para atendimento aos objetivos do serviço executado nas políticas públicas de Assistência Social, Saúde e Educação.

FEAC Arte e Cultura é um programa desenvolvido pelo Departamento de Assistência Social, que tem como premissa valorizar e fomentar o desenvolvimento de ações socioculturais e esportivas como estratégia de convivência e fortalecimento de vínculos, enquanto direito fundamental de todos os cidadãos.

Saiba mais: www.feac.org.br/feac-arte-cultura/

Informações: (19) 3794.3557