Notícias

Rodada Social incentiva aproximação entre empresas e OSCs dispostas a investir socialmente  

Rodada Social incentiva aproximação entre empresas e OSCs dispostas a investir socialmente  

 

(Por Ingrid Vogl)

Unir oportunidades de investimentos e responsabilidade social corporativa que resultem em ações de impacto social positivo em benefício do bem-estar coletivo. Essa é uma das metas da Rodada Social, projeto realizado pela Fundação FEAC em parceria com a Amcham Campinas (Câmara Americana de Comércio) que visa aproximar Organizações da Sociedade Civil (OSCs) para apresentar projetos a empresas socialmente responsáveis.

A iniciativa está em sua segunda edição. A primeira foi realizada em outubro de 2017, quando 21 instituições apresentaram seus projetos a 40 empresas associadas à Amcham.

Na 2ª Rodada, 41 OSCs se inscreveram no edital, que selecionou 12 projetos de acordo com diversos critérios, como impacto da proposta nos serviços prestados e resolutividade da iniciativa. Segundo Leticia Martins Liberali, analista sênior de produtos e serviços da Amcham, a experiência da primeira edição a Rodada Social foi essencial para que houvesse entendimento de quais são as perspectivas tanto das empresas quanto das OSCs.

“Para a 2ª edição, entramos em contato com as empresas interessadas em participar para saber quais os tipos de projetos que elas gostariam de se envolver, e os temas que têm mais conexão com o negócio delas. A maioria prefere fazer investimento em projetos que envolvam educação e capacitação profissional. Essas informações serviram de base para selecionar os projetos”, explicou Leticia.

Outra preocupação da FEAC e da Amcham foi com a continuidade do relacionamento entre empresas e instituições após o primeiro contato que acontece durante a Rodada Social. Para isso, houve um aprimoramento na dinâmica do projeto para incentivar a continuação do relacionamento entre ambas as partes e assim, ambicionar outras oportunidades de parcerias que gerem bons resultados.

O primeiro passo para estreitar esse relacionamento foi a oficina para desenvolvimento dos projetos selecionados para a Rodada Social, que aconteceu no dia 26 de março, quando houve a orientação para que os representantes das OSCs transformassem as propostas selecionadas em projetos bem estruturados, objetivos, claros e convincentes. Após a oficina, houve uma palestra sobre networking para reforçar a importância de manter os contatos com as empresas.

“A oficina de projetos é necessária para orientar as OSCs na organização das propostas para que fiquem mais assertivas, e para que as empresas se interessem e queiram apoiar o projeto”, explicou Marcela Doni, assessora técnica responsável pela Rodada Social na Fundação FEAC.

Para as instituições participantes da Rodada Social, o apoio da FEAC e da Amcham é fundamental para que as chances de sucesso nas parcerias sejam maximizadas. “O acompanhamento para que as entidades estruturem os projetos é tão importante quanto a ponte que a FEAC e a Amcham fazem, porque uma das grandes dificuldades que as OSCs têm é acessar as empresas. Creio que essa facilitação é essencial para conseguirmos colher frutos com mais rapidez”, disse Carlos Barbosa, da Associação Cornélia Maria Elizabeth Van Hylckama Vlieg.

O próximo passo da 2ª Rodada Social é a diagramação dos projetos executivos, que serão apresentados para as empresas no dia 26 de abril, às 14h30h na sede da Amcham (Avenida Dr. José Bonifácio Coutinho Nogueira, 150, Edifício Galleria Plaza, 7º andar).

A Rodada Social é um projeto que compõe o Programa Cidadania Ativa, uma iniciativa da Fundação FEAC que investe em mobilização e engajamento, com objetivo de energizar a sociedade para agir na superação dos seus desafios e promover o bem-estar social.

Confira as OSCs que tiveram suas propostas selecionadas para a 2ª Rodada Social:

  • Casa da Criança Maria Luiza Harther- estímulo à leitura para crianças de 3 a 6 anos
  • Centro de Educação Especial Síndrome de Down (Ceesd)- oficina de culinária
  • Instituição Padre Haroldo Rahm – projeto AgRHega (geração de renda e recolocação no mercado de trabalho)
  • Associação de Pais e Amigos dos Surdos de Campinas (Apascamp)- oficina de música (criação de banda)
  • Fundação Síndrome de Down – ateliê infantil
  • Instituto Campineiro dos Cegos Trabalhadores – jardim sensorial
  • SOS Ação Mulher e Família – Centro de Beleza (oficinas de cabeleireiro e manicure)
  • Centro Promocional Tia Ileide (CPTI) – oficina de preparação para o mercado de trabalho
  • Instituição de Incentivo à Criança e ao Adolescente (ICA) – ampliação do serviço de formação de líderes comunitários
  • Centro Cultural Louis Braille – oficina musical (criação de coral)
  • Associação Cornélia Maria Elizabeth Van Hyckama Vlieg – projeto Bem Servir (ampliação restaurante)
  • Espaço Crescer e Vencer (Unidade Sousas) – revitalização de playground ecológico

Saiba mais sobre a FEAC: www.feac.org.br

Saiba mais sobre a Amcham Campinas: https://www.amcham.com.br/campinas